Home Destaques Que venha SHILO

Que venha SHILO

8
WhatsApp Image 2017-05-16 at 15.16.55

QUE VENHA SHILO
O cetro não se arredará de Judá, nem o legislador dentre seus pés, até que venha Siló; e a ele se congregarão os povos.

Shilo aparece como a capital do governo de Israel na época da conquista de Canaã por Josué, e também na época dos juízes. Todas as tribos, todos os anos, viriam celebrar a Páscoa, o Pentecostes e a festa dos Tabernáculos em Shilo.

Subia, pois, este homem da sua cidade, de ano em ano a adorar e a sacrificar ao Senhor dos exércitos em Siló, e estavam ali os sacerdotes em Siló. I Samuel 1:3

A cultura e os valores para toda nação fluíam a partir de Shilo. O centro de sua expressão de vida era o tabernáculo onde habitava a Arca da Aliança. No Talmude está escrito que a Arca permaneceu 369 anos em Shilo. Mas Deus já não poderia ser visto entre seu povo por causa da apostasia de seus líderes. Apesar de todos os seus pecados Hofni e Fineias acreditavam que a presença da Arca do Conserto, no meio dos exércitos de Israel, lhe levariam a vitória. Mas a presença de Deus para aqueles que vivem inveteradamente no pecado significa o contrário: juízo. Os filhos de Eli morreram na batalha, quando os filisteus derrotaram os israelitas em Afeq, levaram a Arca da Aliança e destruíram o santuário em Shilo. O sacerdote Eli ao saber do acontecido caiu para trás de sua cadeira e morreu. Um menino nasceu com o nome de ICABODE. A glória se foi.

Mas ide agora ao meu lugar, que estava em Siló, onde, ao princípio, fiz habitar o meu nome, e vede o que lhe fiz, por causa da maldade do meu povo Israel. Jeremias 7:12

Pelo que desamparou o tabernáculo em Siló, a tenda da Sua morada entre os homens. Salmo 78:60

A Arca foi colocada no Templo de Dagon. A estátua do deus dos filisteus apareceu mutilada e prostrada diante da Arca. Os filisteus tiveram chagas terríveis. Dagon e os filisteus sofreram horrores, até que decidiram “se livrar da Arca”, colocando-a em um carro conduzido por bois. Assim, ela retornou a Israel, onde foi mantida em Quiriat Jearim até que Davi a levasse à Jerusalém como seu primeiro ato político ao assumir o governo de Israel. O centro cultural da nação a partir de agora seria Jerusalém. Shilo mudara de endereço. Salomão teve a herança de seu pai Davi. E um poder transcendente irradiou de Jerusalém para o mundo.

…Jerusalém, a cidade que escolhi para pôr ali o meu nome. I Reis 11.36

Imagine uma cidade cheia de uma paz tangível onde a prosperidade toque cada cidadão e não haja falta. Imagine ter um governo que te faça orgulhoso de ser seu cidadão. Autoridades de todo planeta vindo visitar seu líder para ouvi-lo. A rainha de Sabá e todos os outros governantes ao redor vinham ver o que acontecia ali. Essa era a Jerusalém dos dias de Salomão. O Messias veio daquela linhagem.

Estamos na Nova Aliança e nos dias de Paulo a cidade de Éfeso é um farol para o mundo. O mundo antigo ouviu o evangelho a partir da escola de Tirano.

Paulo, apartando-se deles, separou os discípulos, passando a discorrer diariamente na escola de Tirano. Durou isto por espaço de dois anos, dando ensejo a que todos os habitantes da Ásia ouvissem a palavra do Senhor, tanto judeus como gregos. Atos 19.9-10

Éfeso foi um centro de irradiação do evangelho para todo mundo conhecido. Dali emergiu uma igreja apostólica que testou os falsos apóstolos e os achou mentirosos, que odiava a doutrina dos nicolaítas, cujo labor era intenso pela causa do evangelho, mas que abandonou o seu primeiro amor. Seu candeeiro foi removido e o que vemos hoje ali são ruínas. Vamos então à Reforma. Genebra no século XVI era um dos piores lugares para se viver. A cidade era uma terra de prostitutas, assassinos e ladrões. A apostasia era tamanha que os sacerdotes comandavam as casas de prostituição. No entanto, mediante João Calvino, Guilherme Farel, Theodoro de Beza, a cidade se tornou um centro de irradiação cultural da reforma para todo mundo. A Inglaterra e os Estados Unidos foram profundamente afetados pelo que aconteceu a partir de Genebra. John Knox copiou o que viu ali e levou para a Escócia mudando sua nação profundamente. A reforma suíça conseguiu ser mais efetiva do que a Reforma alemã onde o governo ainda tinha muita influência sobre a igreja. Uma luz brilhava a partir de Genebra para todo mundo que foi então chamada de a Cidade da Colina. Shilo fez sua morada ali. A memória de sua presença não se dissipou totalmente. Até hoje os efeitos da Reforma tem sido vistos em toda sociedade européia. Shilo é mais que um lugar, é uma atmosfera. Assim como Babilônia que não é um lugar geográfico, já que freqüentemente muda de endereço. Lembre-se que ela é a mãe de todas as meretrizes da terra.
Este ano eu estive no que sobrou das Decápolis em Israel. Ali in-loco você consegue ver como o Império Romano conseguiu permanecer por 500 anos (do ano 27 AC ate 476 DC) mediante uma política de disseminação cultural para todos os povos conquistados. Os romanos plantavam cidades nos territórios ocupados. Elas eram chamadas de cidades colonizadoras. Filipos, Cesareia, Tiberiades, etc. As dez cidades chamadas de Sketopolis (arqueiros da cidade) eram a tentativa de assimilar culturalmente os povos das mais diversas nações dando solidez ao governo de César e criando fidelidade ao imperador. Os romanos enviavam os seus arqueiros a fim de que seu reino fosse expandido. Eram cidades apostólicas com o objetivo de reproduzir sua cultura nas províncias dominadas. A idéia era ter um império com uma política, arquitetura, sistema educacional, artes, etc. Judeus e cristãos foram perseguidos porque se recusavam a participar de seus jogos e festas que eram dedicados aos deuses pagãos. Shilo é para nós, o que era o Helenismo para os gregos ou a Pax Romana para os romanos. Roma invadiu o mundo com suas cidades para proclamar sua cultura, enviando seus apóstolos. Jesus veio do céu e enviou os seus apóstolos para que a terra seja invadida pela cultura do céu. Eu creio que Deus tem destinado lugares para ser como cidades colonizadoras. Centros apostólicos de expansão cultural como nos dias dos israelitas em Shilo. Eu creio que existem lugares onde a presença criativa de Deus habita, um ambiente que fomenta o crescimento de empresas, empodera autoridades no mercado e na política, que promove centros educacionais, forma os formadores de opiniões e conecta artistas aos valores do reino de Deus, para que suas produções artísticas sejam a expressão do céu na terra. Eu penso que na Nova Aliança Deus encheu lugares com sua presença, e que serão palco da manifestação de um ambiente transcendente, de onde flui uma atmosfera que manifesta o futuro, os poderes do mundo vindouro nesse mundo. Shilo é um governo apostólico de onde se irradia a cultura do céu para a terra. Onde “cada um amarrará o seu jumentinho à sua própria vide, e o filho da sua jumenta à videira mais excelente; lavará as suas vestes no vinho, e a sua capa em sangue de uvas. Os seus olhos serão cintilantes de vinho, e os dentes brancos de leite”. Genesis 49:10-12
Entenda que Shilo foi a capital da ocupação por Josué na terra prometida.
E toda a congregação dos filhos de Israel, se ajuntou em Siló, e ali armaram a tenda da congregação, depois que a terra foi sujeita diante deles. Josué 18:1
Jerusalém da mesma forma era o centro espiritual, militar, econômico e cultural. Éfeso foi o epicentro da invasão apostólica para o mundo no primeiro século. Genebra o farol da reforma para o mundo. Em setembro de 2017AD, Brasília hospedará a 7ª Edição da Conferência Global. Esperamos você para traçar as estratégias de ocupação apostólica para as nações. QUE VENHA SHILO!

 

Bispo JB Carvalho 
Veja Também
.

Sugestão

Conferência de Jovens 2017 – Sal & Luz “A Manifestação dos Filhos”

Conferência de Jovens 2017 “Sal e Luz: A Manifestação dos Filhos” Não somos o …