Home Devocionais do Bispo Graça e Convergência

Graça e Convergência

0
gracaeconvergencia

“E será que, se ouvires a voz do SENHOR teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que eu hoje te ordeno, o SENHOR teu Deus te exaltará sobre todas as nações da terra. E todas estas bênçãos virão sobre ti e te alcançarão, quando ouvires a voz do Senhor teu Deus”.

Deuteronômio 28.1, 2 (ACR).

Convergência – Mais com Menos

Convergência é esse lugar onde você produz mais, como menos força. Em um jardim, tudo cresce naturalmente. Deus está chamando pessoas para semear naquilo que está querendo acontecer. De fato, há momentos em que temos que forçar passagem, mas há outros momentos em que há uma fluidez onde as coisas ocorrem, elas simplesmente acontecem.

Convergência poderia ser definida em duas frases: sim, é isso que sou; sim, é isso que eu nasci para fazer. Os dois dias mais importantes na vida de uma pessoa é o dia em que ela nasceu e o dia em que ela descobre o porquê nasceu. Convergência é o alinhamento com o seu destino.

O texto em referência está falando de alinhamento, pois ele diz que há um determinado lugar, onde você se alinha, e nesse lugar todas as bênçãos dos céus alcançam a sua vida. Há um lugar onde você se torna um imã que atrai todas as vitórias que você precisa, pois você estará andando, trabalhando, estudando e as coisas estarão acontecendo. Convergência é esse lugar onde os seus dons e talentos são aproveitado para um propósito. Convergência também é uma esfera especial onde há um favor e uma fluidez naquilo que você executa, pois assim diz a Palavra “tudo quanto colocares as mãos terás êxito”. É quando Deus faz com você aquilo que você está fazendo e, então você se ente energizado nessa zona. E nessa zona de convergência você se sente energizado. É como uma águia no céu quando ela está voando, pois ali ela está na zona de convergência dela. É como um chef na cozinha, onde ele se sente vivo como um leão na selva. Na sua zona de convergência você se sente inteiro, pois foi para estar lá que você foi ungido.

Convergência é quando você faz aquilo que você foi vocacionado para fazer. Se você não se sente assim é porque você está marginalizado do caminho da benção. Nessa zona de convergência você traz para fora os tesouros que estão dentro de você, assim como os seus talentos, dons e as dádivas que Deus colocou dentro de você para abençoar a humanidade.

Quando se está na zona de convergência, compromissos divinos e coincidências estranhas acontecem. Pessoas surgem para lhe apoiar e lhe ajudar; pessoas comissionadas para fazer parte desse destino. É assim que o favor divino se manifesta. Na sua convergência tudo se torna subserviente ao propósito da divina providência, onde todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus. Qualquer coisa na sua vida se torna um pavimento, uma estrada para o seu destino.

Com Jesus era assim que acontecia, pois quando ele precisou de uma sala para se reunir, ele conseguia. Quando precisou de uma mula, ele a obteve. Tudo o que precisava no momento que ele precisava, as coisas aconteciam. Isso é a prosperidade no Reino de Deus. Prosperidade é ter sempre, em tudo, ampla suficiência.

Convergência é ter autoridade sobre as suas circunstâncias; é ter uma expertise ou uma sabedoria criativa que transcende. Todos nós somos excelentes em alguma coisa, pois todos fomos vocacionados com dons dados por Deus para fazer coisas extraordinárias. Se você não está nesse momento extraordinário é porque você ainda não encontrou o seu lugar de convergência, que o seu lugar de maior impacto, de projeção, de frutificação. Mas mesmo nos céus, as águias sentem resistências. A despeito dela estar na zona de convergência dela, que é nas alturas, ela, ali, é resistida pela tempestade. O que a águia faz? Ela se inclina em um ângulo e, nesse caso, ângulo é tudo, pois será aquilo que a fará a ter voo mais altos.

A sua crise não determina o que acontecerá com você. É verdade que na crise, muitos se quebram, mas há aqueles que quebram recordes! Na crise, muitos se deformam, mas outros se transformam! No mar, até um peixe tem seus desafios, mesmo estando na sua zono de convergência. Um golfinho não nada simplesmente, ele dá um show, porque ali que ele foi chamado e vocacionado para viver.

Deus dá ideias e se você as ouvir, começará a tomar novos territórios, antes ocupados por inimigos. A terra que Deus promete para o seu povo que você foi chamado para ocupar, já está ocupada. Por vezes você terá que abrir caminhos e forçar passagem para assumir esses lugares de decisão. Quando o povo de Deus chegou à Terra Prometida, lá havia sete povos inimigos mais poderosos que eles.

Convergência é quando os planos de Deus começam a se unir e as peças começam a se encaixar e você começa a ver propósito e significado em coisas que antes para você eram absurdas. Pode acontecer de forma sutil ou dramaticamente, mas, cedo ou tarde, o seu destino será manifesto.

Favor – elemento na convergência

Nessa zona de convergência há um elemento fundamental chamado favor. O favor é o elemento que dá para você o acesso. O favor de Deus é algo que você pode encontrar, mas que também pode perder. Apesar de o favor ser de graça, algo que se receber mesmo não sendo merecedor dele, ainda é algo que se pode ganhar o perder.

Nas Escrituras, quando alguém era escolhido para uma tarefa, imediatamente o favor entra em ação. Foi assim com Daniel quando ele resolveu não se contaminar com as iguarias da mesa de Nabucodonosor, Deus deu graça à Daniel através do chefe dos Eunucos. A graça entrou em ação assim que Daniel resolveu obedecer. Quando você decide não se contaminar, Deus lhe dá graça para viver. Deus também deu graça a José diante de Faraó e se torna o vice-rei, o Grã-vizir do Egito. José seguiu o seu caminho, no processo de obediência e ele ativou o seu destino. Veja ainda, quando o anjo Gabriel anunciou à Maria, dizendo-lhe que ela era altamente favorecida pelo Senhor. Maria precisava da graça para executar aquela missão.

O favor abre uma porta que acessa a lugares onde as decisões são tomadas. Deus começa a construir grandes coisas com pequenas escalas de obediência. Deus sempre escolhe e só reproduz aquela pessoa que é fiel, pois ele reproduz a boa semente. Sempre quando Deus quer fazer algo, ele usa o que é pequeno, o que é fiel. O inimigo é que planta o joio, à noite, quando todos estão dormindo. O joio cresce e se parece com o trigo, mas na hora da colheita, o joio não se dobra, porque o joio não se submete. É assim que se diferencia na hora da colheita o que é o joio e o que é trigo, quem tem dura cerviz. O inimigo planta joio na expectativa de enganar, mas Deus quer que sejamos fiéis nas pequenas coisas para nos qualificar para as grandes coisas. Ser obediente às pequenas ordens, qualifica as pessoas a receberem grandes instruções. Há pessoas pedindo orientações para Deus, mas estão desobedientes nas primeiras instruções.

Os discípulos discutiam sobre quem seria o maior entre eles, então Jesus lhes contou a parábola das dez minas, que é uma unidade monetária, assim como o talento, daquela época. Nessa parábola, o proprietário das minas retorna de uma viajem que havia feito e pede aos seus servos o lucro das minas. Então os servos informam ao proprietário que uma mina rendeu dez minas, e o proprietário responde àquele servo, “‘Muito bem, meu bom servo! ’, respondeu o seu senhor. ‘Por ter sido confiável no pouco, governe sobre dez cidades’. “O segundo veio e disse: ‘Senhor, a tua mina rendeu cinco vezes mais’. “O seu senhor respondeu: ‘Também você, encarregue-se de cinco cidades’. “Então veio outro servo e disse: ‘Senhor, aqui está a tua mina; eu a conservei guardada num pedaço de pano. Tive medo, porque és um homem severo. Tiras o que não puseste e colhes o que não semeaste’. “O seu senhor respondeu: ‘Eu o julgarei pelas suas próprias palavras, servo mau! Você sabia que sou homem severo, que tiro o que não pus e colho o que não semeei.
Então, por que não confiou o meu dinheiro ao banco? Assim, quando eu voltasse o receberia com os juros’. “E disse aos que estavam ali: ‘Tomem dele a sua mina e dêem-na ao que tem dez’. “‘Senhor’, disseram, ‘ele já tem dez!’ “Ele respondeu: ‘Eu lhes digo que a quem tem, mais será dado, mas a quem não tem, até o que tiver lhe será tirado.
Nós somo responsáveis pelo gerenciamento correto do que nos é colocado nas mãos, pois somos mordomos do reino de Deus, e o que Jesus nns ensina nessa parabola é que precisamos ser fiéis nas pequenas coisas.

O rei Saul não foi reprovado por desobedecer grandes coisas, ele nao cometeu adultério, nem matou um general seu na Guerra como fez o rei Davi, mas ele tinha problemas nos coração e no coração nao se pode errar. Você pode errar porque erra, mas não se pode errar intencionalmente. Essa foi a diferença entre Judas e Pedro. Pedro era aquele sujeito intempestivo, de temperamento explosive, mas Judas era dissimulado e preparava as coisas de maneira muito premeditada.

Saul foi reprovado porque desobedeceu pequenas instruções e a Bíblia é cheia de pequenas instruções. Por exemplo, tem-se a história do general Naamã que recebeu a instrução do profeta para que ele desse sete mergulhos no rio Jordão para que fosse curado da lepra. O general poderia pensar que se tratava de uma instrução sem lógica e poderia ter desprezado aquela instrução por achar que haveria rios melhores e mais limpos na Síria. Poderia até questionar o porquê teria que dar sete mergulhos e não apenas um naquele rio sujo, para então ser curado, mas ele simplesmente obedece e, então, é curado.

Jesus disse ao enfermo, “Vai, lava-te no taque de Siloé”, outra vez ele diz ‘Encham essas talhas de água”. Portanto, verifica-se que a Bíblia está replete de pequenas ordens, que testam pessoas que querem viver grandes obediências. “Epere o profeta chegar”, disse Samuel a Saul, antes que se oferecesse o holocausto ao Senhor. Disse Samuel: “Você agiu como tolo, desobedecendo ao mandamento que o Senhor seu Deus lhe deu; se você tivesse obedecido, ele teria estabelecido para sempre o seu reinado sobre Israel. Mas agora seu reinado não permanecerá; o Senhor procurou um homem segundo o seu coração e o designou líder de seu povo, pois você não obedeceu ao mandamento do Senhor”. Além disso, Saul recebeu uma instrução do Senhor de destruir todo o povo amalequita, porém ele poupa o gado, alguns despojos e o rei Agague. No livro de Ester aparece Hamã, que era agagita, porque os inimigos que você não vencer acabará destruindo você. Deus tinha jurado que destruiria os amalequitas, porque esse era um povo que seguia a lógica do vírus, que ataca  corpo humano quando está fraco e vulnerável.

Saul foi reprovado e a graça se moveu, dele para Davi, pois a graça de move de uma pessoa para outra pessoa. Como dizem as Escrituras acerca de Judas, “Visto que amou a maldição, ela lhe sobrevenha, e assim como não desejou a bênção, ela se afaste dele”. Davi, no entanto, foi fiel nas pequenas coisas. Ele foi fiel no pequeno rebenho e nas pequenas tarefas, como ir ao campo de batalha para levar comida aos seus irmãos. Ele foi fiel em toda a sua trajetória, em cada parte do processo. Depois, foi fiel por doze anos de perseguição pelo rei Saul, e nesse tempo, por duas vezes Davi teve oportunidades de matar o rei, mas Deus foi fiel e Deus o constitui rei, porque ele provou a sua fidelidade nas pequenas coisa. Assim Deus o faz rei e um grande estadista de Israel. De um pastor de um pequeno rebanho, Deus lhe deu uma nação para cuidar. Deus quer nos dar a nação brasileira, mas antes precisamos ser fiéis na unidade familiar, com nossos cônjuges e com nossos filhos. Tabém precisamos ser fiéis à nossa igreja local. Precisamos ser íntegros, que significa sermos feitos de uma peça só, e você só é integro quando se é inteiro. Você não se pode ser dividido no relacionamento, não pode ser dividido dentro da igreja, você não pode ser divididdo em nada porque senão você perde a sua integridade. Tem gente que não tem inteireza naquilo que faz não tem seu coração inteiro naquilo. Jesus disse, “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento”. Em Jeremias Deus diz, “Biscar-me-eis e me achareis, quando me biscardes de todo o osso coração”. A Bíblia diz que gente dividida não recebe nada, pois são como as ondas do mar, porque é variável, é inconstante e não vive uma trajetória de ascensão, pois vive, altos e baixos. Saul amava Davi e depois odiava Davi, elogiava a Davi e, depois queria matá-lo. Talvez você conheça alguém assim, cujos sentimentos o trai toda hora. Amor e ódio o tempo todo. O povo de Israel recebeu a Jesus com cânticos e louvores, mas depois gritaram pela crucificação dele. Por isso que um líder não deve buscar popularidade, porque um líder populista é um falso profeta. Ele não busca o aplauso das pessoas, porque as pessoas variam em suas emoções. Por isso ele busca o aplauso do Senhor, em quem não há sombra, nem variação de mudança, de onde procede toda boa dádiva e todo dom perfeito.

Graça que se move na convergência

A graça que havia sobre a rainha Vasti se moveu para a rainha Ester. A graça se moveu porque a rainha Vasti não quis comparecer à festa real. Diz a Bíblia que a graça pode se tornar inoperante. Não invalide a graça de Deus pela falta de perdão. Fomos perdoados dos nossos pecados e não queremos agraciar as pessoas com a graça que eu recebi. A graça pode ser perdida como aquele que a tem como um mérito e não como uma dádiva imerecida.

A primeira chamada de Jesus para os discípulos era uma chamada para que eles aprendessem a confiar em Deus. Há pessoas que confiaram em Deus nas mínimas coisas, mas agora acham que podem confiar nelas mesmas. Você precisa entender o que Jesus estava ensinando aos discípulos a irem sem nenhum recurso.

Ir sem nada é o que nos treina para termos tudo.

Mas quando você se torna autossuficiente e começa a reconhecer como mérito pessoal as suas conquistas, você já está no ponto de perder. Quanto é o muito para você. Muito é o que tira a sua confiança em Deus e coloca a sua confiança em você! Eu sonho com uma geração que não se deslumbra com a grandeza, com palavras, com fama. Gente que não muda porque obteve sucesso. Davi continuou sendo ovelha, mesmo quando se tornou rei, permaneceu quebrantado. Ele tinha a consciência que ele estava naquela posição porque Deus o tinha colocado lá. Davi sabia que tudo o que ele conquistava foi por meio da graça de Deus sobre ele.

Todos nós recebemos recursos, mas você pensar que tem muito pouco. Lembre-se que Moisés só possuía um cajado, Sansão só possuía uma queixada de um jumento, Davi tinha apenas cinco pedras lisas do ribeiro. Todos temos algum tibo de recurso, influencia, crédito, beleza, dons, ainda que hoje estejam escondidos, eles precisam ser achados. Tesouros têm que ser buscados, porque Deus não dá pérolas aos porcos. Existem mensagens que não são para todos, mas apenas para os que estão comprometidos. Jesus falava mensagens específicas para seus discípulos, que não falava para a multidão, que aparecia ocasionalmente. Ele disse, “A vós é dado conhecer os mistérios do Reino dos céus”.

Há pessoas que querem os tesouros, mas que não querem aprofundar a sua busca. O prazer de Deus é esconder tesouros e ele esconde tesouros em pessoas. Um líder qualquer só consegue ver os defeitos nos outros, mas um líder extraordinário busca os tesouros nas ruínas na vida das pessoas. É na areia que se encontra os microchips, o petróleo é encontrado nas profundezas. Steve Jobs dizia que não perguntava às pessoas o que elas queriam, porque elas não sabem até que vejam. Jesus é o desejado das Nações. As pessoas não sabem que querem Jesus até que elas o vejam. A Bíblia diz que o Reino de Deus é como uma pérola no campo em que certo homem vende tudo o que tinha para adquiri-la.

Ser salvo não nos custa nada, mas sermos discípulos de Jesus nos custa tudo.


A Bíblia diz que fomos ordenados a proclamarmos aos tristes de Sião, “porque o SENHOR me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos; A ordenar acerca dos tristes de Sião que se lhes dê glória em vez de cinza, óleo de gozo em vez de tristeza, vestes de louvor em vez de espírito angustiado; a fim de que se chamem árvores de justiça, plantações do Senhor, para que ele seja glorificado”. Somos ungidos para tirarmos as cinzas das pessoas. Esse é o nosso ministério, de transformar o que foi queimado, desfeito, destruído, onde só há pó e cinzas e dar uma nova configuração e fazer com que aquilo se torne algo belo.

Mordomia é enxergar além das deformidades das pessoas. Você nao consegue entender uma pessoa até que você conheça a história dela. Nós somos chamados para tirarmos alegria da tristeza, “mudaste o meu pranto em dança, a minha veste de lamento em veste de alegria”. Veja a beleza e a glória das obras de Deus. Se Deus fosse triste e infeliz, ele teria feito um mundo cinza e nebuloso. Sua tristeza virará alegria! A Bíblia diz que o povo de Deus conhece os vivas de júbilo! Não basta conhecer os textos da Bíblia, é preciso conhecer o texto que os inspirou, porque quando você encontra as Escrituras seu Deus, você encontra a religião.

Andar pela fé é caminhar e ver as coisas acontecerem quando se segue. Abraão, quando foi chamado por Deus, não sabia para onde iria, mas sabia onde não poderia ficar. Passo a passo ele foi seguindo e foi encotrando o se destino. Você encontra o seu destino quando você está em movimento. “Mas os que esperam no Senhor renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão”. Alguns dizem estar esperando em Deus, mas Deus diz, “eu estou esperando você”.

Havia dois ladrões na cruz e todos os dois tinham a mesma visão. Assim como existem pessoas passando pelas mesmas  circunstâncias, mas umas passam de fases e outra ficam presas nas circunstâncias. Umas se transformam diante das dificuldades e outras se deformam. Umas ficam alegres e mais fortes e outras ficam amargas e ressentidas. Umas adoram a Deus e outras murmuram e reclamam. O diabo é assim, ele tenta e depois que a peso acai em tentação, aqueele que fez o convite é o mesmo que acusa. Dois ladrões na cruz, um salvo e o outro é perdido. Você precisa de olhos para ver o que Deus está fazendo e ouvidos para ouvir o que Deus está falando.

O que será que você está perdendo agora? Há milhares de portunidades que estão acontecendo para todos. Chances extraordinárias que sua família dê certo, que suas finanças prosperem, que você vire um foguete e suba às maiores alturas. Algo está acontecendo agora para que você seja abençoado e para quee você abençoe a outros. Quando você recebe um milagre, é para abençoar as pessoas ao seu redor. A graça deve ser expandida. Aquela água que se transformou em vinho abençoou todos que estavam na festa. Os convidados beberam da alegria do milagre. O melhor ainda está chegando, pois Deus reservou o melhor para o fim da festa.

O favor de Deus só alcança o seu potencial quando ele passe de mim para os outros. Nao seja um poço e nem um mar morto. O Mar Morto é morto porque ele virou um poço, ele não distribui a água. Tem gente que é um poço, as coisas chegam e morre nele. Ele não tem sacrifício, porque nele não tem amor. Você pode sacrificar sem amar, mas não pode amar sem sacrificar. Deus prova o seu amor para conosco pelo fato de Cristo Jesus ter morrido por nós, sendo nós, ainda pecadores. Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu único filho para que todo aquele que nele crê, não pereça, mas tenha a vida eterna. A prova do amor é o sacrifício.

Favor e autoridade não têm utilidade se se encerram somente em você. Favor e autoridade é para o bem dos outros e não para mim somente. É difícil ohar para os desafios de amanhã com a graça de hoje. Alguns enfatizam que quando avançamos de fase os inimigos ficam maiores, então ficam preocupados em subirem de fase. Um ex-senador como o Barak Obama, quado se tornou o Presidente, sua segurança foi reforçada em razão da sua nova posição de autoridade.

Quando Deus o promove, Ele também o protege.

A graça está aumentando. Você não pode entrar numa nova fase da vida usando as armas antigas. Davi teve que trocar sua funda pela espada de um rei, a capa de um pastor, pelo manto real, o cajado, pelo cetro do rei. Para mudra de fase tem que mudar a dieta. Abdique-se do velho, pois Jesus disse que não se pode por vinho novo em odres velhos. Davi teve que se alinhar à nova fase. Portanto, devemos nos alinhar para mudarmos de fase.

A honra é incondicional e a obediência é condicional. A obediência é condicional aos princípios do Reino, mas para honrar não há condições. Honro meis pais incondicionalmente, mas se eles mandarem eu parar de ler a Bíblia eu não tenho condições de obedecer. Se eles pedirem para eu pecar, não obedecerei, mas continuarei honrando. As pessoas precisam ter uma estrutura para que o vinho não se perca.

Alinhar-se com Deus é o maior desafio da sua vida. Não se trata de alinhar-se, simplesmente, em obediência servil, mas, sim, em um coração quebrantado. Sobre tudo o que se deve guardar, guarde o seu coração, porque dele procedem as fonts da vida . O ser humano erra, mas que isso não seja premeditadamente.

Você foi ungido para algo. Quando você está na sua zona de convergência, você tem uma graça para fazer algo que você não faria por força própria. São foi ungido na força física, Abraão, na fé, Moisés, na liderança, Salomão, sabedoria, Ester, beleza. Cada um com um manto e uma capacidade extraordinária para realizer algo. Sua convergência é o seu campo quântivo, onde você inicia coisas, onde se cria, onde se traz o seu futuro, onde se vai aonde ningém mais iria. Nessa zona, ninguém pode competir com você porque você está no seu elementum.

O profeta Elias carregava o poder de ordenar que chuvesse ou que não chuvesse dentro dele. Como Jesus disse, que o reino de Deus está dentro de vocês e se o reino está próximo é poprque ele está ao seu alcance. Você é um agente de transformação mediante a unção. Se o reino está dentro de você, essa unção de manifesta ao seu redor. Anjos estão ao redor de você. Maior é o que está dentro de você do que o que está no mundo.

O maior poder do universo habita dentro do crente. Você só precisa estar no ambiente certo e na estação certa e, para isso, você tem que estar alinhado com Deus. Sabe quando mudamos de fila e a outra fila começou a andar mais rapidamente? Isso ocorre porque você ficou ansioso e a ansiedade o tira do tempo certo.

O sonho de Deus é ver você ativado nos seus dons, mas antes o seu coração deve estar alinhado corretamente. É importante recebermos a unção. Tem gente que quer a unção de Davi, mas não quer a unção de Saul, contudo elas eram a mesma unção. O que ocorre é que a unção que capacita alguém, pode destruir outro. A Bíblia exorta a não ungir o neófito para que ele não se destrua. Pois ele poderá se ensoberbecer e cair na condenação do diabo. A sala de parta costuma ser feia, mas o bebê que estar por nascer,  é lindo! Deus fará de você mais sábio que os seus inimigos, então prepare-se e alinhe-se para o seu futuro.

Veja Também
.

Sugestão

Aquietai-vos – JB Carvalho