Home Escola de Profetas

Escola de Profetas

Atos proféticos marcam abertura da Escola de Profetas da Comunidade das Nações

Por Linkar Comunicações

O primeiro dia da Escola de Profetas da Comunidade das Nações foi marcado por atos proféticos e sobre novos ciclos. O apóstolo Fernando Guillen, que abriu o evento, também falou sobre novos ciclos e a essência de Deus como alfa e ômega, princípio e fim.

Durante o ato profético, Fernando Guillen compartilhou uma visão em que diversas águias brancas vinham de muitos lugares e pousavam em Brasília, e que tinha convicção em seu espírito que o Senhor estabeleceu a Comunidade das Nações como o ninho de águias.

“Deus marca os tempos. Temos uma perspectiva ocidental muito limitada do tempo e para nós ele é visto de forma linear. Já a cultura judaica vê o tempo como uma escada espiral.Deus muda o tempo e as horas e cria relógios proféticos, pois é ele quem abre e fecha ciclos em nossas vidas”, disse o apostolo.

Segundo o preletor, Jesus, agindo como profeta, foi responsável por desatar e habilitar na vida de Pedro três ciclos que o tornaram o grande homem que ele foi. Guinllen disse, ainda, que assim como Pedro, todos são chamados para ser inabaláveis e não ser movidos por circunstâncias, conforme estabelece o Salmos 125: “Os que confiam no SENHOR serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre”.

O apóstolo Guillen liberou uma palavra profética dizendo que há momentos na vida em que não será necessário fazer nada para que as portas se abram, porque o Ômega do nosso ciclo vai abri-las. Quando chegar o tempo, as portas se abrirão automáticamente.

Nesta primeira noite da Escola de Profetas, decretos contrários na vida dos milhares de fieis foram quebrados e um novo ciclo foi profetizado, pois o sobrenatural de Deus irá acontecer. Não fique de fora, participe você também desses instantes proféticos. O evento segue até segunda-feira, 6 de abril. As inscrições podem ser feitas pelo site.

escola_de_prof